Apresentando e Analisando as Causas da Violência Escolar

Fábia Geisa Amaral Silva

Estoque esgotado

Esse livro possui uma edição mais recente! Clique aqui para consultá-la

Fora de Catálogo

Sobre o Livro

ISBN: 9788561209001
Páginas: 60
Formato: 17x24 cm
Ano de Publicação: 2008
Peso: 0.135 kg

Conteúdo

1 - INTRODUÇÃO

2 - CONTEXTUALIZANDO VIOLÊNCIA

2.1. O Dilema de definir Violência Escolar
2.2. A Violência na Literatura Recente
2.3. Violência e Educação
2.4. Desconstruindo Violências

3 - TIPOS DE VIOLÊNCIA ESCOLAR
3.1. Violência contra a pessoa
3.1.1. Ameaças
3.1.2. Brigas
3.1.3. Violência sexual
3.1.4. Uso de armas
3.2. Violência contra a propriedade
3.2.1. Roubos e furtos
3.2.2. Depredação da escola

4 - CAUSAS DA VIOLÊNCIA ESCOLAR
4.1. Gangues e drogas
4.2. O entorno da escola ( vizinhança )
4.3. Falta de segurança na escola

5 - CONCLUSÃO

6 - BIBLIOGRAFIA

Sinopse

A atual crise sócio-econômica tem acarretado diversas dificuldades no relacionamento do homem com os outros e consigo próprio. Fenômenos como a violência, emergem desta crise de percepção, falta de condições físicas, sociais e sobretudo emocionais. Como fenômeno complexo, vem permeando as relações escolares, de forma significativa. Ao entendermos que a superação da violência passa necessariamente pela educação, buscamos compreender, através de autores como, Mirian Abramovay (1999), Arendt (1994 e 2001), Peralva (2000) e outros educadores e estudiosos que percebem as causas da violência nas escolas. Este trabalho é feito através de uma sistemática teórica-metodológica e pesquisa, realizando entrevistas com professores, funcionários e pais de alunos de escolas públicas de Fortaleza. Partindo da análise dos dados construiu-se as seguintes categorias: as manifestações explícitas e implícitas da violência escolar; abordagens teóricas da violência; a percepção do fenômeno violência, os sentimentos que perpassam a prática docente e a relação dos alunos e do corpo técnico administrativo no convívio com a violência. Percebe-se suas manifestações implícitas nas condições físicas da escola, no contexto dos alunos, pais, professores e corpo técnico-administrativo e nas suas relações entre si. As manifestações explícitas, foram mais facilmente detectadas através das entrevistas, observações dos prédios escolares e suas condições, comportamentos dos alunos, formas de segurança (ou não) que as escolas oferecem (ou não), dentre outros. As atitudes tomadas frente a violência, objetiva, impor limites e facilitar a convivência e situam o diálogo e a resolução dos conflitos em sala de aula como formas mais utilizadas para o seu alcance.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!