Des-amparo e a Mente do Analista

Rita Andréa Alcântara de Mello , Walkiria Nunez Paulo dos Santos

2018 — 1ª edição
Lançamento

R$ 94,00

Disponível em estoque

X fechar

INFORMATIVO

Devido a greve dos caminhoneiros, todas as encomendas estão sujeitas à atrasos.

Muito obrigado!

Sobre o Livro

ISBN: 9788521213536
Páginas: 432
Formato: 14x21 cm
Ano de Publicação: 2018
Peso: 0.540 kg

Conteúdo

Prefacio

Apresentação

Introdução

1. Sobre desamparo e resiliência

Plinio Kouznetz Montagna

2. Falha de continência primaria e caminhos da compulsão a re-petir: isolamento, defesa maníaca e atualização na transferência

Teresa Rocha Leite Haudenschild

3. Self desamparado: acolhimento no setting psicanalítico

Cristiane Reberte de Marque, Giovanna Albuquerque

Maranhao de Lima, Maria Cristina Aoki Sammarco, Maria

Cecilia Ramos Borges Casas, Maria Cristina Hohl, Maria

Teresa Pires Menicucci, Nancy de Carlos Sertorio, Neuci

Maria Gallazzi, Rita Andrea Alcantara de Mello, Silvana

Bressan de Oliveira, Walkiria Nunez Paulo dos Santos

4. As duas vias do desamparo: uma contribuição clínica

Maria Olympia Ferreira Franca

5. A vivencia da verdade na clínica psicanalítica

Antônio Muniz de Rezende

6. Desamparo e transicional idade

Marlene Rozenberg

7. A mente do analista, personalidade e teorias. Teorias do analista e transformações em O

Celia Fix Korbivcher

8. Solidão e desamparo na adolescência e sua relação

com a triangulação edípica

Gisele de Mattos Brito

9. O desamparo catastrófico ante a privação das funções parentais. Na adoção, a esperança ao encontrar o objeto transformador

Alicia Beatriz Dorado de Lisondo

10. O desamparo e a mente do analista

Carmen C. Mion

11. O desespero de Peter Pan e sua busca por existir:

des-amparo e pensamento onírico da dupla analítica

Ana Maria Stucchi Vannucchi

12. Sobre o desamparo ante estados de não integração

Anne Lise Sandoval Silveira Scappaticci

13. “La muerte del angel”: o desamparo e a mente do analista

Leda Beolchi Spessoto

14. Desamparo – amparo no pensar

Walkiria Nunez Paulo dos Santos

15. Uma psicanalista equilibrista e seu posto de observação

Giovanna Albuquerque Maranhao de Lima

16. A hybris e a mente do analista – o excesso na sala de analise: manejos técnicos

Rita Andrea Alcantara de Mello, Raquel Andreucci

Pereira Gomes

17. Uma experiencia de des-amparo: reverie com continência como possibilidade de des-construcao da realidade

Walkiria Nunez Paulo dos Santos, Ivan Morao

18. Dor no corpo, dor psíquica: dialogo necessário na compreensão de um paciente com Crohn

Denise Aizemberg Steinwurz

Sobre os autores

Sinopse

História do começo, dos começos (Urgeschichte). Estrutura mítica de uma origem que não teve lugar, não um lugar preciso ou realista, mas que, no entanto, inicia a história do ser. O desamparo é o término inicial, o alfa que suscita em Freud uma série de construções conceituais rigorosas e estritamente solidárias entre si (processos primário e secundário; princípio do prazer e realidade; identidade de percepção e pensamento; eu, prazer e realidade). Sempre pares conceituais cuja articulação não é pensar em términos de simples oposições, mas cuja polaridade permite expressar um paralelismo que reconhece um sistema de semelhanças e diferenças onde cabem a similidade, a equivalência, a complementaridade e a oposição. É dentro desse andaime conceitual que Freud vai discernir as noções de desejo inconsciente e angústia que serão a pedra angular na lógica das formações do inconsciente e que constituirão o objeto de nossa ciência.

Marcelo Vinãr Membro

 titular da Asociación Psicoanalítica del Uruguay (APU)

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!