Economia Marítima

Martin Stopford

2017 — 1ª edição

R$ 220,00

Disponível em estoque

Sobre o Livro

ISBN: 9788521211921
Páginas: 890
Formato: 17 x 24 cm
Ano de Publicação: 2017
Peso: 1.411 kg

Conteúdo

Prefácio à terceira edição

Sinopse

Abreviaturas

Cinquenta termos essenciais do transporte marítimo

 

PARTE 1: INTRODUÇÃO AO TRANSPORTE MARÍTIMO

 

Capítulo 1 – Transporte marítimo e economia global

1.1 Introdução

1.2 As origens do comércio marítimo (3000 a.C.-1450)

1.3 A economia global no século XV

1.4 Abertura do mercado global e do comércio (1450-1833)

1.5 Transporte marítimo de linhas regulares e não regulares (1833-1950)

1.6 Contêiner, granel e transporte aéreo (1950-2006)

1.7 Lições de 5 mil anos de transporte marítimo mercante

1.8 Resumo

Capítulo 2 – A organização do mercado marítimo

2.1 Introdução

2.2 Panorama da indústria marítima

2.3 A indústria do transporte internacional

2.4 Características da demanda de transporte marítimo

2.5 O sistema de transporte marítimo

2.6 A frota mercante mundial

2.7 O custo do transporte marítimo

2.8 O papel dos portos no sistema de transporte

2.9 As companhias de navegação que gerenciam o negócio

2.10 O papel dos governos no transporte marítimo

2.11 Resumo

 

PARTE 2: ECONOMIA DO MERCADO MARÍTIMO

 

Capítulo 3 – Ciclos do mercado marítimo

3.1 Introdução ao ciclo do transporte marítimo

3.2 Características dos ciclos do mercado marítimo

3.3 Ciclos e riscos do transporte marítimo

3.4 Panorama dos ciclos do transporte marítimo (1741-2007)

3.5 Ciclos das embarcações a vela (1741-1869)3.6 Ciclos de mercado dos navios de linhas não regulares (1869-1936)

3.7 Ciclos do mercado marítimo de cargas a granel (1945-2008)3.8 Lições de dois séculos de ciclos

3.9 Previsões dos ciclos do transporte marítimo

3.10 Resumo

 

Capítulo 4 – Oferta, demanda e taxas de frete

4.1 O modelo do mercado marítimo

4.2 Influências-chave na oferta e na demanda

4.3 A demanda de transporte marítimo

4.4 A oferta do transporte marítimo

4.5 O mecanismo das taxas de frete

4.6 Resumo

 

Capítulo 5 – Os quatro mercados do transporte marítimo

5.1 As decisões enfrentadas pelos proprietários de navios

5.2 Os quatro mercados marítimos

5.3 O mercado de fretes

5.4 O mercado de derivativos de frete

5.5 O mercado de compra e venda de navios

5.6 O mercado das novas construções

5.7 O mercado de demolição (reciclagem)

5.8 Resumo

 

PARTE 3: A ECONOMIA DAS COMPANHIAS DE NAVEGAÇÃO

 

Capítulo 6 – Custos, receitas e fluxo de caixa

6.1 O fluxo de caixa e a arte da sobrevivência

6.2 O desempenho financeiro e a estratégia de investimento

6.3 Os custos de exploração de navios

6.4 O custo de capital do navio

6.5 A receita que o navio ganha

6.6 As contas no transporte marítimo: a estrutura das decisões

6.7 Quatro métodos para o cálculo do fluxo de caixa

6.8 Valoração dos navios mercantes

6.9 Resumo

 

Capítulo 7 – Financiamento de navios e de companhias de navegação

7.1 O financiamento de navios e a economia marítima

7.2 Como os navios foram financiados no passado

7.3 O sistema financeiro mundial e os tipos de financiamento

7.4 Financiamento de navios com fundos privados

7.5 Financiamento de navios com empréstimos bancários

7.6 Financiamento de navios e de companhias de navegação nos mercados de capitais

7.7 Financiamento de navios por sociedades de propósitos específicos

7.8 Análise de risco no financiamento de navios

7.9 Lidar com a inadimplência

7.10 Resumo

 

Capítulo 8 – Risco, retorno e economia das companhias de navegação

8.1 O desempenho dos investimentos no transporte marítimo

8.2 O modelo de investimento de uma companhia de navegação

8.3 Teoria da concorrência e o lucro “normal”

8.4 Precificação do risco no transporte marítimo

8.5 Resumo

 

PARTE 4: COMÉRCIO MARÍTIMO E SISTEMAS DE TRANSPORTE

 

Capítulo 9 – A geografia do comércio marítimo

9.1 O valor agregado do transporte marítimo

9.2 Oceanos, distâncias e tempos de trânsito

9.3 A rede de comércio marítimo

9.4 O comércio marítimo europeu

9.5 O comércio marítimo norte-americano

9.6 O comércio marítimo sul-americano

9.7 O comércio marítimo asiático

9.8 O comércio marítimo africano

9.9 O comércio marítimo de Oriente Médio, Ásia Central e Rússia

9.10 O comércio da Austrália e da Oceania

9.11 Resumo

 

Capítulo 10 – Os princípios do comércio marítimo

10.1 Os elementos fundamentais do comércio marítimo

10.2 Os países que comercializam por via marítima

10.3 Por que razão os países comercializam

10.4 Diferenças nos custos de produção

10.5 O comércio devido às diferenças de recursos naturais

10.6 Os ciclos comerciais dos produtos primários

10.7 O papel do transporte marítimo no comércio

10.8 Resumo

 

Capítulo 11 – O transporte de cargas a granel

11.1 As origens comerciais do transporte marítimo de cargas a granel

11.2 A frota de navios graneleiros

11.3 Os tráfegos de cargas a granel

11.4 Os princípios do transporte de cargas a granel

11.5 Aspectos práticos do transporte de cargas a granel

11.6 O transporte de cargas líquidas a granel

11.7 O tráfego de petróleo bruto

11.8 O tráfego dos derivados do petróleo

11.9 Os principais tráfegos de granel sólido

11.10 Os tráfegos secundários de granel sólido

11.11 Resumo

 

Capítulo 12 – O transporte de cargas especializadas

12.1 Introdução ao transporte marítimo especializado

12.2 O transporte marítimo de produtos químicos

12.3 O tráfego de gás liquefeito de petróleo

12.4 O tráfego de gás natural liquefeito

12.5 O transporte de carga frigorificada

12.6 O transporte de cargas unitárias

12.7 O transporte marítimo de passageiros

12.8 Resumo

 

Capítulo 13 – O transporte de carga geral

13.1 Introdução

13.2 As origens do serviço de linhas regulares

13.3 Os princípios econômicos das operações de linhas regulares

13.4 A carga geral e a demanda de transporte de linhas regulares

13.5 As rotas de transporte marítimo de linhas regulares

13.6 As companhias de linhas regulares

13.7 A frota de linhas regulares

13.8 Os princípios econômicos dos serviços de linhas regulares

13.9 Precificação dos serviços de linhas regulares

13.10 As conferências de linhas regulares e os acordos de cooperação

13.11 Os portos e os terminais de contêineres

13.12 Resumo

 

PARTE 5: A FROTA MERCANTE E A OFERTA DE TRANSPORTE

 

Capítulo 14 – Os navios que realizam o transporte

14.1 Que tipo de navio?

14.2 As sete questões que definem um projeto de navio

14.3 Os navios para os tráfegos de carga geral

14.4 Os navios para os tráfegos de granel sólido

14.5 Os navios para o transporte de cargas líquidas a granel

14.6 Os navios-tanques transportadores de gases

14.7 Os navios não cargueiros

14.8 Os critérios econômicos para a avaliação de projetos de navios

14.9 Resumo

 

Capítulo 15 – A economia das indústrias de construção naval e demolição de navios

15.1 O papel das indústrias de construção naval e demolição de navios

15.2 A estrutura regional da construção naval mundial

15.3 Os ciclos de mercado da indústria de construção naval

15.4 Os princípios econômicos

15.5 O processo de produção da indústria da construção naval

15.6 Os custos da indústria da construção naval e a concorrência

15.7 A indústria de reciclagem de navios

15.8 Resumo

 

Capítulo 16 – A regulamentação da indústria marítima

16.1 Como a regulamentação afeta a economia do transporte marítimo

16.2 Panorama do sistema de regulamentação

16.3 As sociedades classificadoras

16.4 O direito do mar

16.5 O papel regulatório do Estado de bandeira

16.6 Como são feitas as leis marítimas

16.7 A Organização Marítima Internacional

16.8 A Organização Mundial do Trabalho

16.9 O papel regulamentador dos Estados costeiros e portuários

16.10 A regulamentação da concorrência no transporte marítimo

16.11 Resumo

 

PARTE 6: PREVISÕES E PLANEJAMENTO

 

Capítulo 17 – Previsões e pesquisas no mercado marítimo

17.1 A abordagem da previsão no transporte marítimo

17.2 Os principais elementos das previsões

17.3 A preparação das previsões

17.4 As metodologias de previsão de mercado

17.5 A metodologia da pesquisa de mercado

17.6 As previsões das taxas de frete

17.7 Desenvolvimento de uma análise de cenários

17.8 Técnicas analíticas

17.9 Problemas com as previsões

17.10 Resumo

 

Anexo A – Uma introdução à modelagem do mercado marítimo

Anexo B – Cálculo da arqueação e fatores de conversão

Anexo C – Índice de fretes na economia marítima (1741-2007)

Notas

Bibliografia

Índice remissivo

Sobre os tradutores, o revisor e o apoiador

Sinopse

Ao longo de 5 mil anos, o transporte marítimo tem servido a economia mundial e, atualmente, oferece um serviço de transporte sofisticado para todo o globo. Contudo, apesar da complexidade econômica, o transporte marítimo retém muito da competitividade agressiva do "mercado de concorrência perfeita" da economia clássica. Esse composto de logística sofisticada e de empreendedores marcantes torna-o um caso de estudo único da economia clássica em um ambiente moderno.

Economia marítima, em sua primeira edição brasileira, utiliza a análise histórica e teórica como estrutura de uma explicação prática do funcionamento atual da indústria marítima. O livo inclui informações sobre:

  • História do transporte marítimo mercante;
  • ciclos do transporte marítimo que datam de 1741, com comentários ano a ano;
  • mercados, custos, contabilidade, financiamento de navios, construção naval da frota mercante, reciclagem e regime de regulamentação;
  • geografia do comércio marítimo, teoria do comércio, cargas especializadas e retorno do capital;
  • desafios e armadilhas das previsões.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!