Efeito Retroativo do Vestibular da Universidade Federal do Paraná no Ensino de Língua Inglesa em Nível Médio no Paraná

Uma Investigação em Escolas Públicas, Particulares e Cursos Pré-Vestibulares

Miriam Sester Retorta

2010 — 1ª edição

Estoque esgotado

Esse livro possui uma edição mais recente! Clique aqui para consultá-la

Fora de Catálogo

Sobre o Livro

ISBN: 9788580390018
Páginas: 438
Formato: 17x24 cm
Ano de Publicação: 2010
Peso: 0.892 kg

Conteúdo

1 - Introdução
2 - As tendências na área de avaliação, o efeito retroativo e o conceito de validade
3 - O desenho e a metodologia de pesquisa
4 - Análise dos dados e discussão dos resultados - Parte I
5 - Análise dos dados e discussão dos resultados - Parte II
6 - Conclusões

Apêndice A - Questionários
Apêndice B - Roteiro para entrevista
Apêndice C - Exemplo do exame do IELTS

C.1 Exemplo de um teste comunicativo baseado em tarefas - IELTS - International English Language Testing System

Anexo A - Provas de língua inglesa do vestibular da UFPR
Anexo B - Exemplo do exame CELPE-BRAS
Anexo C - Exemplos da apostila utilizada no Colégio DB
Anexo D - Exemplos da apostila utilizada no Colégio DP
Anexo E - Exemplos da apostila e exercícios avulsos utilizados no curso pré-vestibular K-N
Anexo F - Exemplos da apostila utilizada no curso pré-vestibular E A
Anexo G - Exemplos do material utilizado na Escola EFA
Anexo H - Exemplos do livro e avaliação da Escola LC

Sinopse

Este trabalho visa investigar se a prova de língua inglesa do vestibular da Universidade Federal do Paraná causa efeitos retroativos no ensino dessa língua, em escolas públicas e privadas de nível médio e cursos pré-vestibulares, e, em caso positivo, determinar quais são esses efeitos. Para atingir tais objetivos, foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa interpretativista de cunho etnográfico, na qual puderam ser ouvidas diversas vozes da comunidade escolar: escolas públicas e particulares, bem como cursos pré-vestibulares. Na busca de multiperspectivas sobre o fenômeno, procurou-se incluir, como participantes, a maioria dos stakeholders (pessoas ligadas ao fenômeno direta ou indiretamente) para, ao final, triangularem-se os dados coletados. Além de entrevistas dos participantes, aulas de professores também foram observadas. Os resultados deste estudo mostram que o efeito retroativo da prova de inglês do vestibular da UFPR não ocorre nas escolas públicas. O que direciona o ensino desses cenários são os livros didáticos que cada escola adota. No entanto, pudemos perceber a existência do efeito retroativo nos outros cenários - escolas particulares e cursos pré-vestibulares -, ora exercendo efeitos positivos, ora negativos. Verificou-se também que o efeito retroativo ocorreu aí em intensidades diferentes, pois interferiram no fenômeno fatores como: informações que os professores tinham sobre o exame; concepções de língua, leitura e avaliação desses professores; nível de conhecimento de língua inglesa desses profissionais; cobrança dos diretores e do grupo social (os pais e alunos); chances de aprovação, dentre outros. O que direcionou o ensino desses cenários foi o programa oficial do exame de vestibular da UFPR.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!