Entre o Cercamento e a Dádiva

Inovação, Cooperação e Abordagem Aberta em Biotecnologia

Agnaldo dos Santos

2011 — 1ª edição

Estoque esgotado

Esse livro possui uma edição mais recente! Clique aqui para consultá-la

Impressão sob Demanda

Este livro leva 15 dias para ser impresso.

Sobre o Livro

ISBN: 9788580390162
Páginas: 162
Formato: 20,5x28 cm
Ano de Publicação: 2011
Peso: 0.457 kg

Sumário

 

BIOTECNOLOGIA E OPEN SOURCE, UM PASSAPORTE PARA O FUTURO

1. INTRODUÇÃO
1.1 Inovação e Desenvolvimento Econômico
1.2 Biotecnologia, Transgênicos e Sociedade
1.3 Questões Metodológicas
1.4 Patentes e Inovação Tecnológica

2. QUESTÕES TEÓRICAS PRELIMINARES
2.1 Relação entre natureza e humanidade
2.2 Ascensão "prometéico-fáustica" da ciência
2.3 Uma sociologia "ecológico-econômica"
2.4 Valor, Propriedade, Troca e Bem Comum
2.5 Dádiva e intercâmbio entre comunidades
2.6 Biotecnologia Aberta e Controle Social da Ciência

3. UM SETOR EM EXPANSÃO
3.1 Inserção da Biotecnologia no Brasil
3.2 Forças sociais em disputa
3.3 Biotecnologia no Brasil

4. BIOTECNOLOGIA DE "CÓDIGO ABERTO"
4.1 Uma metodologia de desenvolvimento de inovações
4.2 Exploração econômica não-proprietária via invenção coletiva
4.3 Cooperação e inovação

CONCLUSÕES
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
REPORTAGENS DE JORNAIS E REVISTAS

 

Sinopse

"Ao sintonizar o então incipiente campo cientifico brasileiro com o experimentalismo da biotecnologia gerada no entorno de São Francisco (Califórnia) e as tentativas do centro de pesquisa Cambia (na Austrália), este livro introduz o leitor em um universo altamente competitivo, e que se relaciona diretamente com o futuro da medicina, agricultura e da economia. Sem fechar suas conclusões, o trabalho do autor contribui para a compreensão das tensões entre a propriedade intelectual (e suas ramificações) e a necessidade de multiplicação das redes de conhecimento para o avanço da biotecnologia. Ao defender a consolidação das pesquisas em rede, o autor sugere a oportunidade de adoção de uma estratégia de open source biotechnology, em que parte das descobertas e dos processos passariam por um acesso aberto e acessível aos pesquisadores dos países de industrialização recente. Inovação tecnológica e desenvolvimento se entrelaçariam de modo a criar novas oportunidades não somente para a pesquisa como também para países como o Brasil, que precisam se desenvolver".Prof. Dr. Glauco Arbix (FFLCH/USP)

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!