Freud, Pensador da Cultura

Renato Mezan

Lançamento

R$ 175,00

Disponível em estoque

Sobre o Livro

ISBN: 9788521218579
Páginas: 760
Formato: 16 x 23 cm
Ano de Publicação: 2019
Peso: 1.030 kg

Conteúdo

Agradecimentos

Prefácio à 4ª edição

Nota à 7ª edição e Nota à 8ª edição

Introdução

 

1. BERGGASSE 19: UM ENDEREÇO IMPOSSÍVEL?
1. A cidade Potemkin
2. Do Sacro Império à Cacânia
3. “Três vezes apátrida”
4. Shlomo ben Yaakov
5. “Flectere si nequeo superos...”
6. O esplêndido isolamento
7. De me fabula narratur (1)

 

2. AS TRÊS FONTES DA PSICANÁLISE
1. Da neurologia à psicanálise
2. Abertura em surdina
3. Uma arqueologia da moral
4. O aprendiz de feiticeiro
5. “Vom Himmel durch die Welt...
6. A estrada real
7. A sombra do outro
8. De me fabula narratur (2)

 

3. DO PAI EM QUESTÃO
1. Diálogo de surdos
2. Obsessão, delírio e teoria
3. Um mito científico
4. O acesso ao real
5. “A psicanálise farà da sè
6. Realidade psíquica e realidade material
7. De me fabula narratur (3)

 

4. ÀS VOLTAS COM A HISTÓRIA
1. De Eros a Thânatos e vice-versa
2. Vicissitudes da alteridade
3. A cultura: origens, funções, mazelas
4. Uma ilusão sem futuro
5. Filogênese contra história
6. História contra filogênese
7. “Nosso deus Logos”
8. “Prefiro ser eu mesmo o ancestral”
9. De me fabula narratur (4)

 

Bibliografia

Índice remissivo

Índice de textos de Freud

Índice onomástico 

Sinopse

“Mezan arma seu livro como uma obra de arte, expondo uma série de tramas históricas e psicanalíticas para depois providenciar sínteses majestosas ao fi­nal de cada capítulo. O Freud de Mezan pode ser debatido e até contestado, mas não deve ser ignorado. Seu fascínio e seu poder o tornam imprescindível para qualquer estudo de psicanálise que se faça daqui por diante.” — Mario Sergio Conti, Veja

“Trata-se de um livro amigo, agradável e elegante, que se deverá tornar com certeza uma espécie de companheiro de leitura da obra de Freud, para psicanalistas e não psicanalistas. Quase um romance de mistério, sobre o mistério da criação da psicanálise, que é decifração, hesitante e decidida, do mistério da psique humana. O livro de Mezan é para ser lido de uma vez, pois fascina como um enigma sempre empurrado para a frente, mas depois deve-se tê-lo à mão enquanto se estuda Freud, e retomá-lo cada vez que esse estudo perca a carne, torne-se um jogo de noções rígidas e atemporais.” — Fabio Herrmann, Folha de S. Paulo

“Publicado pela primeira vez em meados da década de 1980, Freud, pensador da cultura se tornaria nos anos seguintes um clássico da literatura psicanalítica brasileira. Mezan contextualiza as ideias do médico vienense, traçando um painel da época em que ele viveu, com todos os movimentos sociais, a atmosfera e a cultura, além do contexto psicanalítico.” — Jorge Pombo Barile, O Tempo

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!