Ciências Humanas e Comunicação

Gênero textual e comunidade jornalística

Socorro Cláudia T. de Souza

2012 — 1ª edição

Estoque esgotado

Fora de Catálogo

Sobre o Livro

ISBN: 9788580390735
Páginas: 444
Formato: 15,5x23,5 cm
Ano de Publicação: 2012
Peso: 0.733 kg

Conteúdo

1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS
1.1 O cenário da pesquisa
1.2 A relevância e os objetivos da pesquisa
1.3 Questões geradoras e hipóteses básicas de estudo
1.4 Organização retórica da pesquisa

2. GÊNERO E ESFERA, GÊNERO E COMUNIDADE, GÊNERO E CAMPO: UM OLHAR SOBRE ESSAS RELAÇÕES
2.1 A perspectiva de Bakhtin
2.1.1 A noção de gênero do discurso
2.1.2 A noção de esfera de atividade humana
2.2 A perspectiva de Carolyn Miller
2.2.1 A noção de gênero como ação social
2.2.2 A noção de comunidade retórica
2.3 A perspectiva de Swales
2.3.1 A noção swalesiana de gênero
2.3.2 A noção de comunidade discursiva
2.4 A perspectiva de Bourdieu
2.4.1 A visão bourdieusiana de língua
2.4.2 A noção de campo
2.5 Em torno da noção de comunidade jornalística: limites e possibilidades

3. A ABORDAGEM METODOLÓGICA
3.1 A descrição do cenário
3.2 Procedimentos da pesquisa

4. OS PROPÓSITOS COMUNICATIVOS DAS RESENHAS PUBLICADAS EM JORNAIS E REVISTAS BRASILEIRAS
4.1 Uma breve retrospectiva
4.2 A construção social do gênero resenha não acadêmica
4.3 Uma análise dos propósitos comunicativos e dos movimentos retóricos
4.3.1 O propósito comunicativo de "apresentar a obra"
4.3.2 O propósito comunicativo de "apresentar o autor"
4.3.3 O propósito comunicativo de "descrever a obra"
4.3.4 O propósito comunicativo de "avaliar a obra"
4.3.5 O propósito comunicativo de "avaliar o autor"
4.3.6 O propósito comunicativo de "discutir um tema"
4.3.7 O propósito comunicativo de "recomendar a obra"
4.3.8 Outros propósitos comunicativos das resenhas não acadêmicas
4.4 A relação entre propósito comunicativo e tipo de livro, o produtor e a região
4.5 Considerações adicionais

5. O POTENCIAL RETÓRICO DA AVALIAÇÃO EM RESENHAS NÃO ACADÊMICAS
5.1 Considerações preliminares sobre avaliação
5.2 O sistema de avaliatividade
5.3 A Atitude em resenhas não acadêmicas
5.3.1 A Atitude e o propósito comunicativo de "apresentar a obra"
5.3.2 A Atitude e o propósito comunicativo de "apresentar o autor"
5.3.3 A Atitude e o propósito comunicativo de "descrever a obra"
5.3.4 A Atitude e o propósito comunicativo de "avaliar a obra"
5.3.5 A Atitude e o propósito comunicativo de avaliar o autor
5.3.6 A Atitude e outros propósitos comunicativos
5.4 O Engajamento em resenhas não acadêmicas
5.4.1 O recurso linguístico da Negação
5.4.2 O recurso linguístico da Contraposição
5.4.3 O recurso linguístico da Concordância
5.4.4 O recurso linguístico da Pronunciação
5.4.5 O recurso linguístico do Endosso
5.4.6 O recurso linguístico da Cogitação
5.4.7 O recurso linguístico da Atribuição (Reconhecimento e Distância)
5.5 A instanciação da avaliação em resenhas não acadêmicas
5.6 Considerações adicionais

6. CONSIDERAÇÕES FINAIS
6.1 O que é comunidade jornalística?
6.2 Quais os propósitos comunicativos conduzidos em resenhas não acadêmicas?
6.3 O que e como se avalia em resenhas não acadêmicas?
6.4 Implicações teóricas e sugestões de continuidade para futuras pesquisas

7. REFERÊNCIAS
APÊNDICE - Roteiros de entrevistas e questionário
Entrevista com o editor
Entrevista com o resenhista
Questionário com o leitor especializado
 

Sinopse

O desenvolvimento da imprensa escrita promoveu o surgimento da resenha, gênero textual que tem como propósito comunicativo central avaliar uma obra. As resenhas de livros, de filmes e de espetáculos estão presentes em quase todos os jornais e revistas brasileiras. Muitas pessoas não prescindem da leitura de uma resenha antes de decidir a compra de um livro ou a ida ao cinema, por exemplo. Considerando a ação retórica de resenhar na comunidade jornalística, este livro tem como objetivo investigar a organização das informações e os padrões de avaliação em resenhas. Ao longo do texto um conjunto de questões é desvelado, tais como: Que informações são recorrentes em resenhas? Somente a obra é avaliada ou o autor também o é? Como as características do campo jornalístico se remetem nas resenhas? Neste livro é feita uma interface com diferentes áreas do conhecimento como a Linguística e a Sociologia, bem como a análise textual de resenhas, de entrevistas com resenhistas de todo o Brasil e com professores de Jornalismo. O texto traz como uma de suas principais contribuições a discussão da relação entre gênero textual e características da comunidade jornalística.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!