IAC Primeira Escola de Design do Brasil

Ethel Leon

2014 — 1ª edição

R$ 52,00

Disponível em estoque

Sobre o Livro

ISBN: 9788521206224
Páginas: 150
Formato: 17x24 cm
Ano de Publicação: 2014
Peso: 0.400 kg

Conteúdo

INTRODUÇÃO 

01 DE HISTORIADORES DE ARTE PARA TÉCNICOS DA INDÚSTRIA 

02 FILIAÇÃO AO INSTITUTE OF DESIGN DE CHICAGO E À BAUHAUS DESSAU 

03 A HERANÇA DO IAC 

04 ALGUMAS QUESTÕES EM TORNO DO IAC 

05 ALGUNS EX-ALUNOS 

06 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA DO IAC 

07 DOCUMENTAÇÃO E BIBLIOGRAFIA 

 

Sinopse

O Instituto de Arte Contemporânea (IAC) do MASP foi a primeira escola de desenho industrial do Brasil. Inaugurada em 1951, com a exposição de obras do artista suíço Max Bill, a escola reuniu grandes nomes. Entre seus professores estavam Lina Bo Bardi, Pietro Maria Bardi, Jacob Ruchti, Oswaldo Bratke, Roger Bastide, Flávio Motta, entre outros. Lá estudaram alguns dos que formariam uma geração de importantes designers modernos brasileiros, entre os quais Alexandre Wollner, Emilie Chamie, Estella Aronis e Ludovico Martino. Ethel Leon discute as origens intelectuais da escola, retomando as diferentes fases da Bauhaus e do Instituto de Design de Chicago. Debate seus dilemas no ambiente paulistano que se modernizava e os entraves à sua continuidade, que são problemas originários de nossa condição periférica, especialmente nos anos anteriores à grande arrancada industrialista do governo Juscelino Kubitschek. Escola original, que compreendia atividades ligadas à Moda, ao Design Gráfico e de produtos, vinculada às práticas artísticas do Museu, o IAC antecedeu a lendária escola de Ulm e igualava, entre seus heróis, os arquitetos utópicos europeus e os designers do mercado norte-americano. Muito mencionada em trabalhos de História do Design Brasileiro, a escola ainda não ganhara pesquisa específica, que se encontra neste volume, enriquecida com prefácio ensaístico da professora Ana Maria Belluzzo.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!