Ligas Austeníticas com Memória de Forma

Influência da Microestrutura nas Propriedades Mecânicas e na Recuperação de Forma

Fabiana Cristina Nascimento

2008 — 1ª edição

Estoque esgotado

Fora de Catálogo

Sobre o Livro

ISBN: 9788561209384
Páginas: 172
Formato: 17x24 cm
Ano de Publicação: 2008
Peso: 0.351 kg

Conteúdo

 

Capítulo 1 - IntroduçãoMotivação do trabalho
Objetivos
Apresentação

Capítulo 2 - Revisão da Literatura
2.1. Influência do tamanho de grão nas propriedades de recuperação de forma
2.2. Efeito do Co em ligas a base de Fe-Mn-Si-Cr-Ni com EMF
2.3. O efeito de memória de forma para as ligas a base de Fe
2.3.1. Transformação martensítica
2.3.2. Cristalografia da transformação martensítica
2.4. Ensaios utilizados para induzir a martensita-e mecanicamente
2.5. Fração volumétrica da martensita-e (hc)
2.6. Aplicações práticas

Capítulo 3 - Procedimento Experimental
3.1. Material
3.2. Procedimento para obtenção das amostras - ciclos de treinamento
3.2.1. Liga A
3.2.2. Liga B
3.3. Técnicas utilizadas
3.3.1. Conformação mecânica
3.3.2. Tratamento Térmico
3.3.3. Metalografia
3.3.4. Difração de raios X
3.3.5. Ensaiode dureza
3.3.6. Ensaio de compressão
Condições do ensaio
Treinamento
Limite de escoamento e tensão a 4% de deformação
O efeito de memória de forma

Capítulo 4 - Resultados e Discussões
4.1. Análise da microestrutura
4.1.1. Liga A
4.1.2. Liga B
4.2. Difração de raios X
4.2.1. Identificação das fases e análise dos difratogramas
4.2.2. Parâmetro de rede - relação c/a para martensita hexagonal
4.2.3. Análise quantitativa da martensita-e após os ciclos de treinamento
4.3. Propriedades mecânicas
4.3.1. Dureza Vickers
4.3.2. Limite de escoamento a 0,2% de deformação (s0,2%)
4.3.3. Tensão a 4% de deformação por compressão (s4%)
4.4. O efeito de memória de forma

Capítulo 5 - Conclusões

Capítulo 6 - Referências

Apêndice I - Análise estatística

Apêndice II - Determinação da fração volumétrica da
martensita utilizando difração de raios X

Apendice III - Refinamento Rietveld

Apendice IV - Trabalhos publicados

 

Sinopse

Esse livro apresenta resultados que permitem avaliar a influência da microestrutura (tamanho de grão austenítico) nas propriedades mecânicas e de recuperação de forma em ligas inoxidáveis. Verificou-se que o refinamento da microestrutura facilitou a transformação e reversão da fase martensítica, indicando que amostras com menor tamanho de grão apresentaram uma recuperação de forma maior. O efeito do tamanho de grão nas propriedades mecânicas foi mais evidente nos primeiros ciclos de treinamento. No primeiro ciclo de compressão, a amostra com TG = 75 m apresentou uma recuperação de forma 50% superior quando comparada com condição de TG = 129 m. Parâmetros como dureza Vickers, limite de escoamento e fração volumétrica das fases, também foram avaliados em função do tamanho de grão e do número de ciclos.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!