O Ensino Médio Público e Seus Educandos

A Construção da Experiência

Maria Socorro G. Torquato

2010 — 1ª edição

Estoque esgotado

Fora de Catálogo

Sobre o Livro

ISBN: 9788561209919
Páginas: 134
Formato: 17x24 cm
Ano de Publicação: 2010
Peso: 0.280 kg

Conteúdo

Introdução.

Capítulo I
A. Justificativa.
B. Breve Histórico
C. Jovens

Capítulo II
Teoria

Capítulo III
População estudada
A. A cidade
B. O bairro
C. escola
D. As classes
E. Entrevistas e análises
a. Alunos mais freqüentes em sala de aula.
b. menos freqüentes em sala de aula
c. Alunos desistentes.
Conclusão.

Referências bibliográficas

Anexos
A. Perfil dos desistentes
B. Roteiros das entrevistas
 

Sinopse

Visando entender a contribuição da escola/ensino médio do período noturno da Escola Pública na vida do educando, realizamos uma pesquisa numa escola da periferia de Osasco, Grande São Paulo.

Trabalhamos com uma amostra de quinze alunos, divididos em três grupos: os mais freqüentes, disciplinados e interessados no conteúdo programático. Os menos freqüentes, pouco interessados nos conteúdos programático e indisciplinados; e os evadidos no ano anterior à pesquisa.

Orientando-nos pela teoria da Experiência de François Dubet, chegamos às seguintes conclusões: a escola representa, sobretudo, um importante espaço de sociabilidade, no qual os alunos que evadem o fazem, principalmente, porque não conseguem torná-la sociável. Os alunos que têm facilidade para se integrarem ao mundo escolar - sociabilidade e conteúdos programáticos - e que constroem projetos de vida ligados à escola, tendem a construir experiências positivas como, por exemplo, sentirem-se capazes de lidar com a norma culta. Aqueles que demonstram dificuldades com os conteúdos e não possuem projetos de vida ligados à escola, em geral, "arranham" a auto-estima, sentindo-se aquém dos "bons alunos".

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!