PMEs x Inovação

Desempenho

Edmundo Inácio Júnior

2012 — 1ª edição

Estoque esgotado

Fora de Catálogo

Sobre o Livro

ISBN: 9788580390698
Páginas: 308
Formato: 15,5x23,5 cm
Ano de Publicação: 2012
Peso: 0.533 kg

Sumário

1. APRESENTAÇÃO
1.1 Tema e problema de pesquisa
1.2 Importância do estudo da inovação em PMEs
1.3 Questões de pesquisa
1.4 Organização da tese

2. REFERENCIAL TEÓRICO
2.1 Premissas sobre as quais estão alicerçados os estudos de padrões de inovação
2.2 Estudos seminais sobre padrões de inovação tecnológica
2.3 O modelo de pesquisa proposto

3. OPERACIONALIZAÇÃO DA PESQUISA
3.1 Critério de seleção de PMEs
3.2 Fonte de dados da pesquisa
3.3 Esclarecimentos sobre a temporalidade dos dados
3.4 Detalhamento da forma de obtenção dos indicadores dos EIs, DI e DO utilizados
3.4.1 Critérios para agregação utilizados para definição das variáveis moderadoras

4. RESULTADOS DA PESQUISA
4.1 Passos rumo à criação de uma taxonomia de PMEs inovadoras
4.1.1 Passo 1: seleção das variáveis
4.1.2 Passo 2: realização da análise fatorial
4.1.3 Passo 2: realização da análise de agrupamentos
4.2 Padrões de inovação: uma taxonomia de PMEs inovadoras
4.2.1 Padrão 1: "MPEs tradicionais com perfil nos EIs e DI próximos a média nacional"
4.2.2 Padrão 2: "MPEs de baixo EIs e contrastante DI"
4.2.3 Padrão 3: "MPEs intensivas em EIs e de médio DI"
4.2.4 Padrão 4: "MPEs intensivas em aquisição de tecnologia incorporada"
4.2.5 Padrão 5: "MPEs intensas em parcerias e com alto DI"
4.2.6 Efeitos das variáveis moderadoras sobre o desempenho inovativo
4.3 Inovação e desempenho organizacional
4.3.1 Padrões de inovação e desempenho organizacional
4.3.2 Diferenças entre o desempenho organizacional de PMEs inovadoras e não-inovadoras

5. CONCLUSÕES, LIMITAÇÕES ETRABALHOS FUTUROS
5.1 Resumo dos principais resultados
5.2 Implicações da pesquisa e estudos futuros
5.3 Contribuições da pesquisa
5.4 Principais limitações da pesquisa

REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS
BIBLIOGRAFIA
Apêndice A - Relação de países membros da UE e OECD
Apêndice B - Classes de intensidade tecnológica, Brasil
Apêndice C - Comparativo entre estruturas produtivas, Brasil e OECD
Apêndice D - Empresas respondentes das fontes de informação
Apêndice E - Empresas respondentes das relações de cooperação
Apêndice F - Relações entre o IADI e seus componentes
Apêndice G - Número de observações calculadas por indicador do DO
Anexo A - Questionário PINTEC 2005
Anexo B - Questionário PIA-Empresa 2005
Glossário - Termos técnicos de estatística

Sinopse

O tema/problema que deu início a esta tese foi o estudo da inovação e do desempenho organizacional. Para uni-los surgiu a idéia de estudar as pequenas e médias empresas industriais brasileiras, através da pesquisa intitulada Pesquisa de Inovação Tecnológica (PINTEC), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O objetivo do trabalho tem dois componentes: o primeiro é o estabelecimento de padrões de inovações pela criação de uma taxonomia, tendo como insumos os indicadores de esforços e resultados inovativos dessas empresas; o segundo é analisar a relação existente entre a taxonomia desenvolvida e os resultados econômico-financeiros alcançados por elas. As justificativas para o estudo de padrões de inovação em pequenas empresas podem ser sintetizadas em duas vertentes: a teórica, que sofre da falta de estudos mais abrangentes e sistemáticos sobre o tema; e a econômica, que prega a relação existente entre crescimento econômico e atividade inovadora e o importante papel desempenhado pelas pequenas e médias empresas na estrutura industrial brasileira.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!