Química Experimental de Polímeros

Eloisa Biasotto Mano , Marcos Lopes Dias , Clara Marize Firemand Oliveira

2004 — 1ª edição

R$ 134,00

Disponível em estoque

Sobre o Livro

ISBN: 9788521203476
Páginas: 344
Formato: 20,5x25,5 cm
Ano de Publicação: 2004
Peso: 0.731 kg

Conteúdo

Índice de quadros
Índice de figuras

Capítulo 1:Técnicas das principais operações em laboratório de química


1 - Aquecimento
  1.1. Aquecimento a fogo direto
  1.2. Aquecimento com banho de ar
  1.3. Aquecimento com banho de líquidos
  1.4. Aquecimento com banho de sólidos
  1.5. Aquecimento com fi tas, placas ou mantas elétricas
  1.6. Aquecimento com câmaras de microondas
  1.7. Aquecimento com banho de vapores de líquidos em ebulição
  1.8. Aquecimento com banho termostatizado

2 - Resfriamento
  2.1. Resfriamento com ar
  2.2. Resfriamento com água
  2.3. Resfriamento com soluções salinas
  2.4. Resfriamento com gelo
  2.5. Resfriamento com gelo e sais
  2.6. Resfriamento com gelo-seco
  2.7. Resfriamento com nitrogênio líquido
  2.8. Resfriamento com banhos termostatizados
 
3 - Agitação
  3.1. Agitação manual
  3.2. Agitação elétrica
     3.2.1. Agitação elétrica mecânica 
     3.2.2. Agitação elétrica magnética
     3.2.3. Agitação elétrica ultra-sônica

4 - Extração
  4.1. Extração de material sólido
  4.2. Extração de material pastoso
  4.3. Extração de material líquido
  4.4. Extração de material gasoso

5 - Eliminação de solvente

6 - Secagem

  6.1. Agentes dessecantes
  6.2. Secagem de material sólido
  6.3. Secagem de material pastoso
  6.4. Secagem de material líquido
  6.5. Secagem de material gasoso

7 - Refluxo   
                     
8 - Destilação

  8.1. Homogeneização da ebulição
  8.2. Destilação simples
  8.3. Destilação fracionada
  8.4. Destilação homogênea
  8.5. Destilação heterogênea
  8.6. Destilação a pressão atmosférica
  8.7. Destilação a pressões reduzidas

9 - Filtração
  9.1. Filtração para utilização do filtrado
  9.2. Filtração para utilização do resíduo

10 - Cristalização

11 - Precipitação

  11.1. Precipitação para recuperação total da amostra
  11.2. Precipitação com fracionamento da amostra

12 - Sublimação

Capítulo 2: Purificação e caracterização de monômeros, solventes e Iniciadores

1 - Monômeros

  1.1. Acetato de vinila
  1.2. Ácido adípico
  1.3. Ácido sebácico
  1.4. Ácido tereftálico
  1.5. Acrilamida
  1.6. Acrilato de butila
  1.7. Acrilonitrila
  1.8. Anidrido ftálico
  1.9. Anidrido maleico
  1.10. Butadieno
  1.11. Cloreto de vinila
  1.12. Estireno
  1.13. Etileno
  1.14. Fenol
  1.15. Formaldeído
  1.16. Glicol etilênico
  1.17. Glicol propilênico
  1.18. Isopreno
  1.19. Melamina
  1.20. Metacrilato de metila
  1.21. Propileno
  1.22. Uréia

2 - Solventes
  2.1. Acetona
  2.2. Benzeno
  2.3. Cloreto de metileno
  2.4. Clorofórmio
  2.5. N,N-Dimetil-formamida (DMF)
  2.6. Dimetil-sulfóxido (DMSO)
  2.7. Dioxana
  2.8. Etanol
  2.9. Heptano
  2.10. Metanol
  2.11. Metil-etil-cetona
  2.12. Tetra-hidrofurano (THF)
  2.13. Tolueno

3 - Iniciadores.
  3.1. Azo-bis-isobutironitrila (AIBN)
  3.2. Hidroperóxido de p-mentila
  3.3. Peróxido de benzoíla (Bz2 02)
  3.4. Peróxido de cumila
  3.5. Peróxido de metil-etil-cetona
  3.6. Persulfato de potássio
  3.7. Tetracloreto de titânio
  3.8. Trifluoreto de boro (eterato) 

Capítulo 3: Síntese de polímeros - 1. Poliadição

1 - Iniciação química

  1.1. Técnica em meio homogêneo, em massa
     1.1.1. Poli(acetato de vinila) (PVAc)
     1.1.2. Poliestireno (PS)
     1.1.3. Poli(metacrilato de metila) (PMMA)
  1.2. Técnica em meio homogêneo, em solução
     1.2.1. Polietileno altamente ramificado (PE)
     1.2.2. Polipropileno atático (aPP)
     1.2.3. Polipropileno sindiotático (sPP)
     1.2.4. Poliestireno (PS)
     1.2.5. Poliestireno (PS) aniônico
     1.2.6. Poli(cloreto de vinila) (PVC)
     1.2.7. Poliindeno (PIn)
     1.2.8. Poli(N-vinil-carbazol) (PVK)
     1.2.9. Copoli(cloreto de vinila/acetato de vinila) (PVCAc)
     1.2.10. Poli(N-benzoil-etilenoimina)
     1.2.11. Poli[metacrilato de metila-g (óxido de etileno-b-óxido de propileno)]
     1.2.12. Copoli(estireno/alfa-metil-estireno)
  1.3. Técnica em meio heterogêneo, em emulsão
     1.3.1. Poliestireno (PS)
     1.3.2. Copoli(butadieno/estireno) (SBR)
  1.4. Técnica em meio heterogêneo, em suspensão
     1.4.1. Poli(metacrilato de metila) (PMMA)
     1.4.2. Copoli(estireno/divinil-benzeno)
  1.5. Técnica em meio heterogêneo, em lama
     1.5.1. Poliacrilonitrila (PAN)
     1.5.2. Polietileno linear (HDPE)
     1.5.3. Polipropileno isotático (iPP)
     1.5.4. Poliestireno isotático (iPS)
     1.5.5. Poliestireno sindiotático (sPS)

2 - Iniciação radiante
  2.1. Técnica em meio heterogêneo, em lama
     2.1.1. Poli(ácido metacrílico) sindiotático (sPMAA)

3 - Iniciação eletroquímica
  3.1. Técnica em meio homogêneo, em solução
     3.1.1. Poliestireno (PS)
     3.1.2. Poli(alfa-metil-estireno}
     3.1.3. Copoli(estireno/acetato de vinila)

Capítulo 4: Síntese de polímeros - II Policondensação

1-Técnica em meio homogênio

  1.1. Policondensação em massa
     1.1.1. Poli(tereftalato de etileno) (PET),a partir de tereftalato de dimetila
     1.1.2. Poli(tereftalato de etileno) (PET),a partir de ácido tereftálico
     1.1.3. Poli(tereftalato de butileno) (PBT)
     1.1.4. Poli(isoftalato de etileno) (PEIP)
     1.1.5. Poli(sebacato de etileno)
     1.1.6. Poli(adipato de etileno)
     1.1.7. Poli(hexametileno-adipamida) (PA 6,6)
     1.1.8. Poli(hexametileno-sebacamida) (PA 6,10)
     1.1.9. Poli(p-fenileno-isoftalamida)
     1.1.10. Poli(o-fenileno-sebacamida)
     1.1.11. Resina epoxídica (ER)
  1.2. Policondensação em solução
     1.2.1. Poli(ftalato-maleato de propileno)
     1.2.2. Resina de fenol-formaldeído (PR)
     1.2.3. Resina de uréia-formaldeído (UR)
     1.2.4. Resina de melamina-formaldeído (MR)
     1.2.5. Poli(ε-caprolactama) (PA 6)
     1.2.6. Resina alquídica

2 - Técnica em meio heterogêneo
  2.1. Policondensação em lama
     2.1.1. Poli(hexametileno-sebacamida) (PA 6,10)
  2.2. Policondensação interfacial
     2.2.1. Poli(hexametileno-sebacamida) (PA 6,10)

Capítulo 5: Síntese de Polímeros -III Outras reações Técnica em meio heterogêneo

1 - Polimerização em massa

  1.1. Poliuretano (PU)
  1.2. Copoli(metacrilato de metila/ácido metacrílico)

2 - Polimerização em lama
  2.1. Poli(p-fenileno) (PPP) 

Capítulo 6: Modificação de polímeros

1 - Técnica em meio homogêneo

  1.1. Poliindeno clorado
  1.2. Poli(álcool vinílico-g-acrilamida)
  1.3. cis-Poliisopreno epoxidado

2 - Técnica em meio heterogêneo
  2.1. Poli(álcool vinílico) (PVAL)
  2.2. Poli(vinil-butiral)
  2.3. Policaprolactama clorada
  2.4. Poli(épsilon-caprolactama-g-acrilato de etila)
  2.5. Poli(épsilon-caprolactama-g-acrilato de etila)
  2.6. Poli(indeno-g-metacrilato de metila)

Capítulo 7: Preparação de modelo macromolecular tridimensional

Índice de Assuntos

Sinopse

Este livro aborda essencialmente o trabalho experimental em Polímeros. Os Polímeros têm características únicas, quando comparados aos compostos químicos tradicionais: não podem ser cristalizados nem destilados. Assim, constituem um problema para quem trabalha em laboratório, geralmente acostumado a separar e purificar substâncias por meio de dissolução e cristalização fracionada, ou destilação fracionada. Além disso, os reagentes, solventes e iniciadores são muitas vezes pouco comuns em laboratórios acadêmicos ou industriais. Por outro lado, quando o trabalho não é bem orientado, podem resultar massas muito viscosas, de difícil remoção, e que impossibilitam a reutilização imediata da vidraria de laboratório. Uma vez que a preparação de polímeros - objetivo fundamental do livro - exige uma série de cuidados com os solventes, inibidores e catalisadores, foi dedicada atenção especial à purificação e ao reconhecimento do grau de pureza dos produtos mais empregados nas sínteses macromoleculares.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!