Rotinas em Terapia Intensiva Pediátrica

Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti , Fabio Carmona

2015 — 1ª edição

R$ 153,00

Disponível em estoque

Sobre o Livro

ISBN: 9788521209157
Páginas: 488
Formato: 17 x 24 cm cm
Ano de Publicação: 2015
Peso: 0.789 kg

Conteúdo

1. Ritmos de colapso ou parada cardíaca 
Alessandra Kimie Matsuno
2. Sedação, analgesia e bloqueio neuromuscular 
Alessandra Kimie Matsuno e Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
3. Delirium e síndrome de abstinência 
Bárbara Regina Martins Lusvarghi, Rafaela Damiani Salioni, Rodrigo Lôbo
Cruz e Simone Sayuri Kushida
4. Escores de gravidade em unidade de terapia
intensiva pediátrica
Viviane da Mata Pasti Balbão
5. Distúrbios do ritmo cardíaco 
Paulo Henrique Manso
6. Uso de marca-passo em pós-operatório de cirurgia cardíaca
na criança
Paulo Henrique Manso
7. Hipertensão arterial e crise hipertensiva em crianças e
adolescentes
Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
8. Pós-operatório de cirurgia cardíaca
Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti, Fabio Carmona e Paulo Henrique Manso
9. Pós-operatório de cirurgia cardíaca: situações especiais
Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti, Fabio Carmona, Paulo Henrique Manso
10. Choque em crianças
Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
11. Cetoacidose diabética
Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
12. Coagulação intravascular disseminada 
Carlos Alberto Scrideli
13. Hemorragia digestiva 
Regina Sawamura e Maria Inez Machado Fernandes
14. Uso de hemocomponentes e hemoderivados
Carlos Alberto Scrideli
15. Distúrbios hidroeletrolíticos 
Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
16. Distúrbios do equilíbrio ácido-base 
Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
17. Lesão renal aguda 
Leila Costa Volpon e Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
18. Métodos dialíticos 
Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti, Inalda Facincani e Fabio Carmona
19. Síndrome de lise tumoral 
Carlos Alberto Scrideli
20. Insuficiência hepática aguda 
Regina Sawamura, Fabio Carmona e Maria Inez Machado Fernandes
21. Enterocolite necrosante
Edward Ken Sugo
22. Infecções hospitalares em unidade de terapia intensiva
pediátrica 
Seila Israel do Prado e Alessandra Kimie Matsuno
23. Terapia nutricional da criança gravemente enferma 
Fabio Carmona
24. Insuficiência respiratória aguda
Alessandra Kimie Matsuno
25. Asma aguda grave 
Dulceléia da Mata Pasti e Karla Maria Barbosa Piffer
26. Princípios básicos de ventilação mecânica em pediatria 
Fernando Palvo e Fabio Carmona
27. Ventilação não invasiva 
Marcio Henrique Carvalho Grade, Karina Tavares Weber e Rosangela Lobato
28. Desmame da ventilação mecânica invasiva 
Felipe Varella Ferreira, Karina Tavares Weber, Rosangela Lobato e Thalis
Henrique da Silva
29. Estado de mal epiléptico 
Dulceléia da Mata Pasti
30. Pós-operatório de neurocirurgia 
Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
31. Traumatismo cranioencefálico
Daniele da Silva Jordan Volpe e Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
32. Morte encefálica e doação de órgãos
Marcio Henrique Carvalho Grade
33. Politraumatismo 
Leila Costa Volpon e Sandro Scarpelini
34. Queimadura 
Leila Costa Volpon
35. Trauma abdominal 
Leila Costa Volpon e Luís Donizeti da Silva Stracieri
36. Síndrome de compartimento abdominal
Silvia Keiko Kavaguti Moreira e Ana Paula de Carvalho Panzeri Carlotti
37. Transplante renal pediátrico
Carlos Augusto Fernandes Molina e Inalda Facincani
38. Procedimentos em medicina intensiva pediátrica
Luciano Lemos Mega
39. Transporte intra e inter-hospitalar
Flávia Maria Silva Ferreira Costa e Tabata Luna Garavazzo Tavares
40. Acolhimento dos familiares no centro de terapia intensiva
pediátrico: abordagem psicológica 
Nátali Castro Antunes Caprini Oliveira e Maria Beatriz Martins Linhares

Sinopse

Este livro retrata os protocolos de cuidados intensivos atualmente em uso no Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP.

Em Medicina Intensiva, o sucesso do tratamento depende do trabalho integrado e harmônico da equipe multidisciplinar. A adoção de protocolos de rotina reflete a integração e a organização da equipe. A principal característica dos protocolos é propiciar que os clínicos tomem as mesmas decisões frente ao mesmo cenário clínico, permitindo que o tratamento varie de acordo com o paciente e não com o médico. A utilização de protocolos de cuidados em unidades de terapia intensiva evita condutas conflitantes, promove a continuidade do tratamento e minimiza erros. Além disso, possibilita que os resultados sejam medidos e comparados de forma mais consistente e que o conhecimento gerado pela pesquisa seja transferido ao cuidado à beira do leito com eficiência. Há evidências de que o uso de protocolos melhora o cuidado de pacientes gravemente doentes, diminuindo o tempo de internação hospitalar e
na unidade de terapia intensiva, os custos do tratamento e a morbimortalidade.
Entretanto, seguir protocolos não significa ser rígido ou deixar de lado o julgamento clínico. Podem ocorrer situações em que o protocolo não se aplica, e que devem ser tratadas de forma individualizada. 

 

Sobre os autores

Alessandra Kimie Matsuno

Professora Colaboradora do Departamento de Puericultura e Pediatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Responsável pela Sala de Emergência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Coordenadora do Curso Pediatric Advanced Life Support da American Heart Association (AHA) em Ribeirão Preto.

Médica Intensivista Pediátrica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB).

 

Bárbara Regina Martins Lusvarghi

Médica Intensivista Pediátrica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Médica Assistente da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Mário Palmério Hospital Universitário da Universidade de Uberaba.

 

Carlos Alberto Scrideli

Professor Associado do Departamento de Puericultura e Pediatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Responsável pelo Serviço de Oncologia e Hematologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Carlos Augusto Fernandes Molina

Professor Doutor do Departamento de Cirurgia e Anatomia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Coordenador da Área de Urologia Pediátrica da Divisão de Urologia do Departamento de Cirurgia e Anatomia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Daniele da Silva Jordan Volpe

Médica Intensivista Pediátrica.

Médica Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Mestranda em Pediatria pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Dulceléia da Mata Pasti

Médica Intensivista Pediátrica.

Médica Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Médica Plantonista da Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital São Lucas, Ribeirão Preto.

Médica Plantonista da Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal da Santa Casa de Sertãozinho.

 

Edward Ken Sugo

Pediatra, Neonatologista e Intensivista Pediátrico.

Médico Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Flávia Maria Silva Ferreira Costa

Médica Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Membro do Grupo Coordenador do Centro de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital São Lucas de Ribeirão Preto.

Professora Assistente do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina Barão de Mauá de Ribeirão Preto.

 

Felipe Varella Ferreira

Fisioterapeuta Chefe do Setor de Pediatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Doutorando em Saúde da Criança e do Adolescente pelo Departamento de Puericultura e Pediatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Fernando Palvo

Médico Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Pós-graduando do Departamento de Puericultura e Pediatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Inalda Facincani

Professora Doutora do Departamento de Puericultura e Pediatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Responsável pelo Serviço de Nefrologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Karina Tavares Weber

Fisioterapeuta do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Gerente de Projetos da Rede Nacional de Pesquisa em Acidente Vascular Cerebral.

Mestre em Neurociências pelo Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Karla Maria Barbosa Piffer

Médica Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Leila Costa Volpon

Médica Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Doutora em Pediatria pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Luciano Lemos Mega

Médico Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Docente do Curso de Medicina da Universidade de Ribeirão Preto nas Disciplinas de Atenção Médica Domiciliar e Atenção Básica.

Especialista em Pediatria com área de atuação em Medicina Intensiva Pediátrica.

Mestre em Ciências Médicas na área de Saúde da Criança e do Adolescente pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Luis Donizeti da Silva Stracieri

Cirurgião Pediátrico.

Médico Assistente do Departamento de Cirurgia e Anatomia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo – Divisão de Cirurgia de Urgência.

Doutor em Cirurgia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Márcio Henrique Carvalho Grade

Médico Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Mestre e Doutor em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Maria Beatriz Martins Linhares

Professora Associada do Departamento de Neurociências e Ciências do Comportamento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Responsável pelo Serviço de Psicologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Coordenadora do LAPREDES (Laboratório de Pesquisa em Prevenção em Problemas de Desenvolvimento e Comportamento da Criança) da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Coordenadora dos Programas de Aprimoramento Profissional do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo: Psicologia do Desenvolvimento na Área da Saúde e Psicopedagogia Clínica.

Orientadora de mestrado e doutorado nos Programas de Pós-graduação em Saúde Mental na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e Psicologia na Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Maria Inez Machado Fernandes

Professora Associada do Departamento de Puericultura e Pediatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Responsável pelo Serviço de Gastrenterologia, Hepatologia e Nutrição Pediátrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Nátali Castro Antunes Caprini Oliveira

Psicóloga do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Especialista em Psicologia Hospitalar pelo Programa de Residência em Saúde do Hospital da Pontifícia Universidade Católica de Campinas.

Mestre em Ciências pelo Programa de Pós-graduação em Saúde Mental da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Doutoranda pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Membro do grupo de pesquisa Pain in Child Health (PICH) da Strategic Training Initiative in Health Research (STIHR) dos Canadian Institutes of Health Research (CIHR), na qualidade de trainee internacional.

 

Paulo Henrique Manso

Professor Doutor do Departamento de Puericultura e Pediatria da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Responsável pelo Serviço de Cardiologia Pediátrica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Rafaela Damiani Salioni Reinas

Médica Intensivista Pediátrica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB).

Médica Assistente da Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital Materno Infantil da Faculdade de Medicina de Marília (FAMEMA).

 

Regina Sawamura

Professora Doutora do Serviço de Gastrenterologia e Hepatologia Pediátrica do Departamento de Puericultura e Pediatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Rodrigo Lôbo Cruz

Médico Intensivista Pediátrico pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Médico Assistente da Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

Médico Assistente da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do Mário Palmério Hospital Universitário da Universidade de Uberaba.

 

Rosangela Lobato

Mestre em Bioengenharia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Fisioterapeuta Encarregada da Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Fisioterapeuta do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico da Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Sandro Scarpelini

Professor Associado do Departamento de Cirurgia e Anatomia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Coordenador da Divisão de Cirurgia de Urgência e do Trauma da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Presidente da Sociedade Brasileira de Atendimento Integrado ao Traumatizado (SBAIT) (2015-2016)

 

Seila Israel do Prado

Médica Infectologista Pediátrica da Disciplina de Moléstias Infecciosas Infantil e da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Silvia Keiko Kavaguti Moreira

Médica Intensivista Pediátrica.

Médica Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Simone Sayuri Kushida

Médica Intensivista Pediátrica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Médica da Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch e do Hospital Leforte.

 

Tabata Luna Garavazzo Tavares

Médica Assistente do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Médica Reguladora do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Ribeirão Preto.

 

Thalis Henrique da Silva

Fisioterapeuta do Centro de Terapia Intensiva Pediátrico do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Mestrando em Saúde da Criança e do Adolescente pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Viviane da Mata Pasti Balbão

Médica Intensivista Pediátrica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB).

Mestre em Pediatria pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Instrutora do curso Pediatric Advanced Life Support da American Heart Association (AHA).

Médica Assistente no Setor de Emergências Pediátricas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

 

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!