Uma Revolução Gráfica

Julião Machado e as Revistas Ilustradas no Brasil, 1895-1898

Letícia Pedruzzi Fonseca

2016 — 1ª edição

Formato: E-book em PDF

Sobre o Livro

ISBN: 9788580391978
Páginas: 309
Formato: E-Book em PDF
Ano de Publicação: 2016

Conteúdo

Prefácio

Introdução

 

Capítulo 1: Panorama da publicação periódica ilustrada brasileira no século XIX

O aprimoramento da tecnologia gráfica no século XIX

A modernidade e as revistas ilustradas

O início da publicação de revistas ilustradas brasileiras

Os principais artistas gráficos precursores de Julião Machado no Brasil: Henrique Fleiuss, Ângelo Agostini e Rafael Bordalo Pinheiro

As principais características da apresentação gráfica das revistas ilustradas brasileiras oitocentistas

 

Capítulo 2: Julião Machado e a mudança do padrão gráfico das revistas ilustradas brasileiras

Breve biografia de Julião e sua trajetória como ilustrador e produtor gráfico

A parceria com Olavo Bilac

Julião Machado e suas inovações: estilo de desenho, dinâmica de trabalho e uso de novas técnicas de produção de imagens e composição das páginas

 

Capítulo 3: A Cigarra: trajetória e análise gráfica

Capas

Miolo

Ilustrações especiais

Vinhetas

 

Capítulo 4: A Bruxa: trajetória e análise gráfica

Capas

Miolo

Ilustrações

Vinhetas

Suplemento comercial

Considerações finais

 

Capítulo 5: O legado de Julião Machado para a imprensa brasileira

A importância da produção de Julião Machado para a modernização da imprensa brasileira

A produção da revista O Mercúrio

As estreias de Raul Pederneiras e Calixto Cordeiro e a consolidação da carreira de caricaturista de Arthur Lucas

A influência de Julião Machado na caricatura do início do século XX

 

Conclusão

Referências

Lista de figuras

Sinopse

Uma revolução gráfica: Julião Machado e as revistas ilustradas no Brasil, 1895-1898 é leitura obrigatória para qualquer um que se interesse por história do design ou história da imprensa. Por meio desse estudo de caso exemplar, descortinam-se aspectos importantes da produção gráfica no século xix, assim como da profissionalização do meio editorial que então se consolidava. Revelam-se também os fascinantes processos de trabalho por trás das realizações de Julião Machado. Fruto de pesquisa sólida e análise meticulosa, o livro de Letícia Pedruzzi vem preencher uma lacuna na bibliografia sobre a evolução do meio gráfico-editorial no Brasil.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!