Qualidade de Vida no Trabalho

Um Modelo de Avaliação da Qualidade de Vida no Trabalho para Pessoas com Deficiência

Antonio Nunes Barbosa Filho

2011 — 1ª edição

Estoque esgotado

Fora de Catálogo

Sobre o Livro

ISBN: 9788580390100
Páginas: 130
Formato: 20,5x28 cm
Ano de Publicação: 2011
Peso: 0.380 kg

Conteúdo

1. INTRODUÇÃO 
1.1. O problema e a oportunidade de estudo
1.2. Um breve panorama - pontos a destacar e a ponderar 
1.3. Objetivos 
1.3.1. Objetivo geral 
1.3.2. Objetivos específicos 
1.4. A pesquisa teórica e a metodologia 
1.5. Organização 

2. A PESSOA COM DEFICIÊNCIA 
2.1. A pessoa com deficiência na história da humanidade 
2.2 Nos primórdios da humanidade, nas idades antiga e média 
2.3. A pessoa com deficiência no Brasil 
2.3.1. Pessoa portadora de deficiência X Pessoa com deficiência? 
2.3.2. As transformações no mundo do trabalho e a inserção ocupacional da pessoa com deficiência: 
2.3.3. A conceituação legal de deficiência para fins trabalhistas 
2.3.4. Quem são os trabalhadores com deficiência? 
2.3.5. Quantos são os trabalhadores com deficiência? 
2.3.6 As limitações da reserva de cotas 
2.4 Os cenários internacionais no pós Segunda Guerra Mundial e final do século XX 
2.5 Perspectivas para o Século XXI 
2.5.1 A luta pelo reconhecimento e pelos direitos 
2.5.2 Recursos de tecnologia e conhecimento técnico disponível 
2.5.3 Vida independente 

3 Qualidade de vida 
3.1 Significados para "Qualidade de vida" 
3.2 Por que estudar a temática? 
3.3 Necessidades humanas 
3.4 Como analisar a "Qualidade de vida" 
3.5 Sobre a importância do trabalho na vida humana 

4 QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO 
4.1 Introdução 
4.2 Uma conceituação para qualidade de vida no trabalho 
4.3 Modelos de avaliação de QVT 
4.4 A ergonomia e o trabalho da pessoa com deficiência 

5 O MODELO 
5.1 As premissas do modelo 
5.2 Sobre os atores sociais pesquisados para a construção do modelo 
5.3 Levantamento de dados 
5.3.1 Algumas considerações metodológicas 
5.3.2. Testagem estatística 
5.4 Sobre o modelo 
5.4.1 Alternativa para a quantificação da percepção da QVT 
5.4.2 Blocos principais do modelo: interações, a tecnologia e o conteúdo das tarefas 
5.4.3 O modelo de avaliação da QVT para a pessoa com deficiência 

6 CONCLUSÕES E SUGESTÕES 
6.1 Introdução. 
6.2 Análise da utilização do modelo. 
6.3 Conclusões. 
6.4 Sugestões para trabalhos futuros. 

ANEXOS 
Anexo 1 - Roteiro de entrevistas. 
Anexo 2 - Roteiro para Análise de entrevistas. 
Anexo 3 - Tabulação das entrevistas.
Anexo 4 - Resultados estatísticos. 

Sinopse

Seria o simples fato da reserva de vagas no quadro funcional das empresas, instituída pela Lei. 8.213/1991, suficiente para assegurar uma adequada qualidade de vida no trabalho (QVT) para trabalhadores com deficiência? Em senso leigo, poderíamos assumir que não e que, ainda, havia (ou há) muito a ser realizado neste intuito. Todavia, no âmbito acadêmico seria necessário desenvolver e validar "Um modelo de avaliação da qualidade de vida no trabalho para pessoas com deficiência". Neste sentido, ao longo da realização do doutoramento do autor, foi necessário explicitar que variáveis influenciam a percepção e a formação da QVT para esta parcela de cidadãos, bem como discorrer sobre distintas dimensões pertinentes à temática, de modo que, ao final do estudo, o seu produto pudesse ser útil ao delineamento de diretrizes para o estabelecimento de políticas públicas ou, mesmo, para intervenções pontuais buscando a melhoria individual de cada organização avaliada por intermédio deste.

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!