Antes que a Natureza Morra

Jean Dorst

1973 — 1ª edição

R$ 139,00

Disponível em estoque

Sobre o Livro

ISBN: 9788521201816
Páginas: 416
Formato: 16x23 cm
Ano de Publicação: 1973
Peso: 0.619 kg

Conteúdo

PREFÁCIO de S.A.R., o Príncipe Bernhard, presidente do 
World Wildlife Fund
PREFÁCIO de Roger Heim, membro do Institut de France
PREFÁCIO para a edição brasileira

Introdução

ONTEM

Capítulo 1 - O HOMEM PRÉ-INDUSTRIAL E SUA INFLUÊNCIA SOBRE A NATUREZA
1. O caçador e o pescador
2. O pastor
3. O agricultor

Capítulo 2 - O HOMEM CONTRA A NATUREZA
1. Europa
2. América do Norte
3. Antilhas
4. América do Sul
5. Ásia e Malásia
6. Oceânia
7. Austrália
8. África
9. Madagáscar e ilhas vizinhas
10. Ilhas meridionais
11. Os mares

Capítulo 3 - O HOMEM A FAVOR DA NATUREZA
1. América do Norte
2. América do Sul
3. Europa
4. África ao Sul do Saara
5. Ásia
6. Austrália e territórios vizinhos
7. Cooperação internacional

HOJE

Introdução

Capítulo 4 - A EXPLOSÃO DEMOGRÁFICA DO SÉCULO XX

1. O homem antes dos tempos modernos

2. O homem desde o advento dos tempos modernos

3. Aumento previsível da população no decurso das próximas décadas

4. Demografia e subsistência 

5. Conseqüencias médicas e sociais da proliferação humana

 

Capítulo 5 - A DESTRUIÇÃO DAS TERRAS PELO HOMEM 

1. Erosão natural e erosão acelerada

2. Modalidades da erosão acelerada

3. Desflorestamento

4. As queimadas

5. Excessi de pastoreio

6. Práticas agrícolas perniciosas

7. Erosão e regime das águas

8. Destruição dos habitats aquáticos

9. A erosão poderá destruir o homem?

 

Capítulo 6 - FLAGELOS E REMÉDIOS PERNICIOSOS

1. Principais inseticidas utilizados atualmente

2. O abuso dos inseticidas e a sua ação perniciosa

3. Resistência dos insetos aos inseticidas

4. A luta química contra os vegetais indesejáveis

5. Utilização racional dos meios de luta química

 

Capítulo 7 - OS DETRITOS DA CIVILIZAÇÃO INDUSTRIAL INDADINDO O PLANETA

1. Poluição das águas doces

2. Poluição dos mares

3. Poluição da atmosfera

4. Perturbações do equilíbrio da atmosfera

5.Poluições radioativas

 

Capítulo 8 - O HOMEM, ARTESÃO DE COMUNIDADES BIOLÓGICAS ARTIFICIAIS

1. Transporte e aclimatação de vegetais

2. Um molusco nocivo: O caracol africano gigante

3. Peixes e outros animais aquáticos

4. Transporte e aclimatação de insetos

5. O estorninho e alguns outros invasores alados

6. O coelho na conquista dos continentes

7. Os mamíferos, aliados ou cúmplices do homem

8. A Nova Zelândia devastada pelos animais introduzidos

 

Capítulo 9 - PILHAGENS OU EXPLORAÇÃO RACIONAL DOS RECURSOS DOS MARES

1. A pesca do hipoglosso e suas vicissitudes

2. O problema da sardinha do Pacífico

3. A merluza

4. O problema do arenque

5. A pesca no Mar do Norte

6. Como remediar a exploração excessiva das populações de peixes

7. A caça à baleia e sua regulamentação

8. O problema dos crustáceos

9. O problema dos moluscos

10. As tartarugas marítimas

11. Os perigos da pesca esportiva e da caça submarina

12. Os recursos marinhos no futuro

 

Capítulo 10 - O HOMEM NA NATUREZA

I. Os grandes perigos que ameaçam o homem e a natureza no mundo moderno

  1. A explosão demográfica

  2. Desperdício das terras

II. Aproveitamento racional da terra 

  1. Considerações preliminares

  2. Conservação integral de habitats primitivos

  3. Utilização racional das terras de cultura

  4. Aproveitamento e exploração racional das zonas marginais

      A. Utilização racional dos grandes mamíferos terrestres

        1. Razões de um aproveitamento da grande fauna

        2. Aproveitamento da grande fauna nas regiões temperadas

        3. Aproveitamento da grande fauna africana

      B. Exploração racional das populações de mamíferos e de aves marinhas

        1. Pinípedes 

        2. Aves produtoras de guano

      C. A natureza e o turismo em benefício da saúde da humanidade

  5. Sobrevivência no cativeiro

      A. Criação no cativeiro

      B. Transferências de espécies ameaçadas para fora do seu habitat de origem

III. A caminho de uma reconciliação entre o homem e a natureza

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

BIBLIOGRAFIA    

Sinopse

Antes que a Natureza morra de Jean Dorst, é um livro excepcional: pela importância, beleza e atualidade dos assuntos que trata; pela riqueza de exemplos enunciados pelo autor, com total conhecimento dos assuntos de que trata; pela abordagem multidisciplinar, a única admissível em assuntos desta natureza: enfim, pelo "brado de alerta", que só não sensibilizará aos mortos, aos ignorantes e aos inconscientes

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!