Fernando Pessoa e Freud

Diálogos inquietantes

Nelson da Silva Junior

2019 — 1ª edição
Lançamento

R$ 84,00

Disponível em estoque

Sobre o Livro

ISBN: 9788521213345
Páginas: 332
Formato: 14 x 21 cm
Ano de Publicação: 2019
Peso: 0.420 kg

Conteúdo

Agradecimentos

Introdução: O que Fernando Pessoa permite ler em Freud?

 

Parte 1
A heteronímia como avesso da metapsicologia

1. Modelos de subjetividade em Fernando Pessoa e Freud: da catarse à abertura de um passado imprevisível

2. “Um estado de alma é uma paisagem...”: explorações da espacialidade em Fernando Pessoa e Freud

3. O lugar de ninguém: ausência e linguagem na situação analítica

 

Parte 2
O espaço social e o sujeito da diferença

4. O mal-estar na identificação: diferenças entre Fernando Pessoa e o sujeito pós-moderno

5. Freud e a ontologia romântica da subjetividade: o universal e seus efeitos resistenciais na escuta analítica

 

Parte 3
Perspectivas do abismo e hermenêutica aberta

6. O abismo fonte do olhar: a pré-perspectiva em Odilon Moraes e a abertura da situação analítica

7. “Who’s there?”: a desconstrução do intérprete segundo a situação psicanalítica

 

Parte 4
Uma passagem inquietante: a psicanálise entre ciência e literatura

8. A ficcionalidade da psicanálise: hipótese a partir do inquietante em Fernando Pessoa

9. Fernando Pessoa, sofística e psicanálise: o inquietante como sintoma da cisão entre ciência e literatura

Sinopse

Fernando Pessoa, Kafka, Musil, Rilke inauguram uma literatura que toma as relações da palavra consigo própria como um ato de primeira ordem num mundo sem certezas. Mas, para Pessoa, a questão central é a existência do sujeito, o que convida a psicanálise a um inquietante diálogo com sua obra. De fato, um efeito hiperbólico da ficção é inseparável da heteronímia: nossas lembranças, nossa história e identidade seriam mera ficção? Ameaça também necessariamente presente na psicanálise, tal é a tese deste livro. Nesse caso, em que pese a recusa veemente de Freud, cabe falar em ficcionalidade da psicanálise, isto é, uma abertura entre ficção e realidade sem a qual a psicanálise não poderia existir...

Ver maisVer menos

Depoimentos sobre o livro

Envie seu depoimento

Seja o primeiro a publicar um depoimento sobre o livro!