Lugar do Brasil no Mundo: Geopolítica em um Mundo em Transformação

selo: Blucher Open Access | 2022 - 1ª edição

Sinopse

Nos artigos quinzenais no Estadão, há 16 anos, o embaixador Rubens Barbosa procura examinar aspectos da conjuntura nacional e internacional para jogar alguma luz em assuntos que passam à margem do interesse ou da curiosidade da maioria das pessoas. Política internacional e Defesa Nacional, por exemplo, são temas que merecem pouca cobertura da mídia e no debate interno. O Brasil é um país continental e a magnitude dos problemas políticos, econômicos e sociais concentram quase que totalmente as atenções da sociedade e podem explicar em grande parte esse alheamento. Na campanha eleitoral para as eleições de outubro de 2022 pouquíssimas referências podem ser encontradas sobre questões de grande relevância na área externa e na de defesa, que acarretam importantes impactos sobre o país, como se viu, em consequência da pandemia e da guerra da Rússia na Ucrânia.

Rubens Barbosa

Com mais de 40 anos de experiência internacional, Rubens Barbosa teve significativa participação na vida pública nacional tendo ocupado cargos importantes no Ministério da Relações Exteriores, no Ministério da Fazenda e na Presidência da República. Atualmente sua atuação se voltou para o setor privado, no qual trabalha como consultor de negócios e dirigente da influente Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Formado em direito pela Faculdade de Direito da UFRJ, depois de quatro anos na USP, tornou-se diplomata pelo Instituto Rio Branco, do Itamaraty, no qual ingressou em 1960. Em 1971, obteve mestrado (Master´s Degree) em política na London School of Economics (LSE). Como diplomata, no Ministério das Relações Exteriores, exerceu as funções de Subsecretário de Assuntos Multilaterais, Subsecretário de Economia, Comércio Exterior e Integração Regional. Durante sete anos foi responsável pelo tratamento dos assuntos políticos, econômicos e financeiros com os países socialistas da Europa Oriental. Depois da abertura política, em 1985, foi chefe de gabinete do Ministro do Exterior Olavo Setúbal e membro do Conselho de Administração de Itaipu. Na Presidência da República trabalhou no Programa de Desburocratização, encarregado da simplificação dos procedimentos administrativos do comércio exterior brasileiro. No Ministério da Fazenda atuou como Secretário de Assuntos Internacionais encarregado dos entendimentos com o Clube de Paris no tocante à renegociação da dívida oficial do Brasil e com o Banco Mundial, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). No que diz respeito ao comércio internacional foi representante do Brasil na Associação Latino-Americana de Integração (ALADI), em Montevidéu e como Subsecretário no Itamaraty, foi coordenador da seção nacional do Mercosul durante a fase inicial do processo de integração regional. Presidiu centenas de delegações comerciais em reuniões bilaterais com os países socialistas e com os países da América do Sul. Foi presidente da Associação dos Países Produtores de Café que contava com 33 países com sede em Londres. Como Subsecretário do Itamaraty foi coordenador da posição do Brasil no início das negociações comerciais multilaterais da Rodada Uruguai e na definição da nova lei de patentes. Foi Embaixador do Brasil em Londres e Washington em períodos importantes dos dois países em suas relações com o Brasil. Acompanhou a transição dos conservadores para os trabalhistas na Grã-Bretanha e dos democratas para os republicanos nos EUA, onde viveu um período crítico representado pelos ataques de 11 de setembro, a guerra do Afeganistão e a do Iraque. Publicou numerosos livros, ensaios, artigos sobre suas especialidades em várias línguas. Fala, escreve e realiza palestras em português, inglês e espanhol. Os temas de sua experiência e estudo incluem: política internacional, economia mundial, comércio exterior, desenvolvimento, crédito de carbono, agricultura (café), interpretações do Brasil do ponto de vista econômico e político, energia (petróleo, etanol e biodiesel), integração regional na América Latina, Mercosul e política e economia nos EUA. O Embaixador Barbosa escreve regularmente no jornal O Estado de S. Paulo e no Globo, além de ser comentarista regular de emissoras de rádio e TV. É autor de diversos ensaios e de livros, dentre os quais destacam-se: Panorama Visto de Londres, que trata da política externa e econômica; Integração Econômica da América Latina; e The Mercosur Codes (2000), publicado pelo British Institute of International and Comparative Law (Instituto Britânico de Direito Internacional e Comparativo. Foi editor e organizador de O Brasil dos Brasilianistas (2002); Mercosul e a Integração Regional (2010); o Dissenso de Washington (2012); The Washington Dissensus Vanderbilt University Press (2014); O Lugar do Brasil no Mundo (Julho/2018) e um Diplomata a Serviço do Estado (Outubro/2018). Rubens Barbosa é presidente da consultoria RB& Associados e ocupa, entre outros, o cargo de presidente do Conselho Superior de Comércio Exterior da Fiesp e de presidente emérito do Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos (Cebeu). É membro de diversos conselhos como da empresa CSU CardSystem S.A., do escritório Veirano Advogados, do Conselho de Relações Internacionais do Governo de São Paulo e do Conselho Deliberativo da SP Negócios da Prefeitura de São Paulo. É presidente e fundador do Instituto de Relações Internacionais e Comércio Exterior (Irice), membro do Grupo de Análise da Conjuntura Internacional (GACInt) da USP, presidente da Associação Brasileira da Indústria do Trigo (Abitrigo), Presidente do Centro de Defesa e Segurança Nacional (CEDESEN) e editor responsável da revista Interesse Nacional.

Saiba mais

Sumário

Detalhes do livro

  • Tipo:  eBook
  • ISBN:  9786555502268
  • Total de Páginas:  146 páginas
  • Ano da Edição:  2022