Flávio Ferraz

Livre-docente pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo (USP), membro dos Departamentos de Psicanálise e de Psicossomática Psicanalítica do Instituto Sedes Sapientiae (São Paulo) e professor do Curso de Psicanálise deste mesmo instituto. É membro da Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental (AUPPF) e autor dos livros "A eternidade da maçã: Freud e a ética" (Escuta, 1994), "Andarilhos da imaginação: um estudo sobre os loucos de rua "(Casa do Psicólogo, 2000), "Perversão" (Cada do Psicólogo, 2000), "Normopatia: sobreadaptação e pseudonormalidade" (Casa do Psicólogo, 2002), "Tempo e ato na perversão" (Casa do Psicólogo, 2005), "Ensaios psicanalíticos" (Casa do Psicólogo, 2011) e "Cidade e subjetividade: memória e imaginário em torno do Teatro Amazonas" (Casa do Psicólogo, 2015), além de coorganizador de diversas coletâneas.